La Martorana - Palermo
This is a file from the Wikimedia Commons. Click the pic to see its description page and licensing.

PALERMO

A cidade situa-se às margens da Conca d'Oro, sobre o mar Tirreno, no amplo golfo de Palermo e é dominada pelo monte Pellegrino (sobre o qual surge o santuário de Santa Rosalia, meta anual de uma grande pelegrinagem popolare, 3-4 setembro).

O eixo viário da histórica Palermo constitui-se pela Cassaro (do árabe qasr, castelo), a odierna avenida V. Emanuele (já via Toledo), que corre de Porta Felice até Porta Nuova, sobre a colina, encontrando perpendicolarmente, na pracinha conhecida como “i Quattro Canti” (praça Vigliena), a outra grande artéria da cidade: via Maqueda, que de porta Sant'Antonino vai até porta Maqueda. O cruzamento entre as duas artérias principais marcava o núcleo da cidade velha, ao redor da qual se desenvolveu no decorrer dos séculos a Palermo árabe-normanda e espanhola. Sob os Borbone a cidade se ampliou fora do recinto das muralhas, em direção a Monreale, além do Cassaro.

Palermo é pátria de poetas e escritores (Giovanni Meli, Giuseppe Tomasi di Lampedusa), de arquitetos (G. Amato, os Basile), escultores e estucador (os Gagini, Procopio e G. Serpotta), de músicos (A. Scarlatti, E. Petrella), de patriotas, eruditos e políticos, de filósofos e estudantes de história.

Apesar do nome grego Pánormos, foi originalmente um povoado fenício e logo cartaginês e, graças ao ótimo porto, tornou-se o mais potente comércio da Sicília. Em exceção a temporânea conquista por parte de Pirro (276 a.C.), permaneceu em mãos cartaginesas até o 254-253 a.C., quando foi conquistada pelos Romanos. Foi portanto o estatuto civitas libera et immunis, e, foi elevada à colônia por Augusto por volta de 20 a.C. permanecendo tal com Vespasiano e Adriano.

O cristianismo chegou ali através da África, provavelmente aos seus albores; o primeiro bispo de que se tem certeza, Mamiliano, data do V sec.
Desde V sec. houve uma sucessão de conquistas e cessão; os vândalos de Genserico, Odoacre (476), os ostrogodos (493), Belisario (535); conquistada por Totila (549), pelas decisivas vitórias de Narsete, voltou logo depois aos (552) bizantinos, que ali introduziram as próprias instituições e, no complexo, favoreceram o renascimento da cidade. Em 831, depois de ser assediada por alguns meses, foi ocupada pelos árabes, que ali instauraram uma dominação destinada a durar quase dois séculos e meio.
Os musulmanos deixaram marcas profundas da própria civilização nas estruturas político- sociais, nos hábitos e no aspecto da cidade. Por volta da metade do X sec. foi capital do emirado independente dos Banu Kalb e tornou-se uma métropoli de 200.000 habitantes onde despuntaram indústrias e o comércio variado, mesquitas, palácios e jardins. Nesta fase, o centro da religião cristã, com o bispado, se transferiu em Monreale.

PÁG. 1 | 2 | 3 | próximo >>

PALERMO
cidade da arte

Região Sicília  Ilha em Italia
s

LINK DE ARTE Y VIAJE - SITIOS WEB SELECCIONADOS

  • Your ArtTravelSite - http://www.yoursite.com
    Description of web site.
  • ... insert you link!

 


Vuoi inserire un LINK?
Hai un HOTEL o un'altra attività legata al TURISMO IN ITALIA?

Promuovilo nella pagina della tua città dentro IN ITALY TODAY!
OFFERTE PROMOZIONALI PER I PRIMI LINK

Art Travel directory

SUGIERE UN SITIO-VIAJES

 

In Italy Today ama a arte

© IN ITALY HOTELS NETWORK