Castello - Trani

TRANI

Esplêndido centro povoado que dá para o Mar Adriático na província de Bari. Trani é uma cidadezinha que contagia o visitante pela beleza de seu porto e do seu imenso patrimônio histórico e arquitetônico.

O seu território foi povoado em continuação desde o Neolítico, mas, o centro atual compareceu na época romana com o nome de Turenum ao longo do trato da via Trajana, provavelmente no III d.C.
De acordo com a lenda, foi fundada pelo Tirreno, mítico filho do herói homérico Diomede.
Com o final do Império Romano (476), Trani fez parte do Reino Ostrogodo (496- 535) para depois da guerra greco- gotica (535- 553) voltar a fazer parte do Império Romano do Oriente.
Permaneceu por um século sob os bizantinos até a conquista, por parte dos longobardos, da Puglia setentrional.
Depois de 813, Trani torna- se cede episcopal depois da destruição de Canosa por parte dos saracenos.
Em 881, retornou nas propriedades do Império do Oriente ao qual, se rebelou com motins populares em 1010 e em 1018.
Dessa fase são os famosos códigos marítimos Ordinamenta Maris que codificaram pela primeira vez a navegaçao marítima comercial.
Sob os svevos, foi constuído o castelo diante do mar, onde Manfredi morou por muito tempo; o porto começou assim a adquirir uma importância fundamental nas rotas com o Oriente, como comprovado pelas contínuas lutas dos svevos com Veneza.
Por vontade do imperador svevo, no 1200 a cidade torna- se cede dos juízes civis e penais, adquirindo mais tarde prestígio e riqueza.
Com a chegada dos angionos (1269), deu- se para Trani o início de uma fase de decadência que conclui- se com a chegada dos aragoneses (1442) ao trono de Napoli.
Dominada por Veneza entre o 1496 e 1509, Trani obtém novo esplendor com o retorno dos espanhóis.
Em 1799, parte da população participou aos movimentos revolucionários mas, na cidade prevaleceu a facção ligada ao Papa e, por isso Trani foi saqueada pelas tropas francesas do general Broussier.
Com a subida ao poder em Napoli e no resto do sul por Bonaparte (1806), Trani foi excluída das cedes administrativas mais importantes e, rumou para o declínio econômico interrompido apenas em 1816 com a restauração do poder dos Borboni. A cidade retornou a ser cede dos processos judiciários, papel que foi retirado ainda em 1923 causando um novo declínio econômico.
Atualmente Trani é meta turística por excelência na Puglia seja pela beleza dos seus monumentos e do seu porto.

Chegar em Trani, atravessando o magnífico centro histórico feito de pedras de Trani e os palácios, as igrejas, chegando até o porto a fim de admirar o castelo federiciano que domina o mar, é uma experiência inesquecível para cada visitante que é sensível à beleza artística.
A catedral românica, dedicada a San Nicola Pellegrino (1097), se ergue majestosa diante do mar tornando- se ponto de referência para os navegadores. A Igreja de Ognissanti, que foi edificada pelos templários no XIII, o Monastério e a Igreja de Colonna e as Igrejas de San Francesco e de San Giacomo, completam a visita ao estilo românico na cidade.
A visita não pode concluir- se sem a visita ao Palácio dei Dogi de Veneza e as sinagogas da Giudecca, que, no passado eram guetos e refúgios para os judeus.

PÁG. 1

TRANI
cidade da arte

Região Apulia em Italia
Trani
DUOMO

Trani
BASSORILIEVO

LINK DE ARTE Y VIAJE - SITIOS WEB SELECCIONADOS

  • Your ArtTravelSite - http://www.yoursite.com
    Description of web site.
  • ... insert you link!

 


Vuoi inserire un LINK?
Hai un HOTEL o un'altra attività legata al TURISMO IN ITALIA?

Promuovilo nella pagina della tua città dentro IN ITALY TODAY!
OFFERTE PROMOZIONALI PER I PRIMI LINK

Art Travel directory

SUGIERE UN SITIO-VIAJES

 

In Italy Today ama a arte

© IN ITALY HOTELS NETWORK